A realidade da Luz


A realidade é a Luz. Se você quer saber o que é a realidade, eu lhe digo. A realidade é a Luz. Uma das leis que permeiam a natureza é a do movimento. O movimento está em tudo. Não existe NADA, em todo este planeta, que neste exato momento não esteja em movimento. O movimento é a transformação. Mas a transformação, também é movimento.  O fato é que, agora mesmo, o seu corpo viaja pelo espaço sideral, a uma velocidade estonteante e você não detecta nenhum sinal de toda essa movimentação. Só para constar, a Terra gira em torno do Sol a 29.000km/h, ok? E você não percebe nada anormal acontecendo. Isso sem contar que o nosso próprio sistema solar e TODA a Via Láctea, está em movimento pelo espaço numa velocidade calculada em 400.000km/h.

Hummm... Na realidade a dimensão desta velocidade toda está bem fora da sua ordem de percepção de medida de grandeza. Isso está fora da ordem de percepção da maioria dos seres humanos. Somados a esses fatos, também neste exato momento, o seu corpo é uma entidade orgânica, de uma complexidade biológica inquietante, produzindo uma quantidade inacreditável de reações químicas em seu interior. No seu estômago, nos seus pulmões, nos seus rins, coração, pâncreas e outras glândulas, há uma intensa cadeia de reações químicas ocorrendo. Isso sem falar na liberação de neuropeptídios e nas reações eletroquímicas entre suas sinapses (extensões dos seus neurônios, irmão), os seus neurotransmissores, que estão acontecendo agora, enquanto você lê esse texto. Você, agora mesmo, é uma entidade viva, em que uma velocidade enorme permeia o corpo, acontecendo inexplicavelmente em nível molecular. Ou seja, o movimento está acontecendo neste exato momento, no núcleo das suas células, processando o seu próprio DNA. Hehe... eu sei que insisto em enfatizar a importância do “agora”, mas isso é por que, na minha crença, é preciso ter uma noção de “Presente”, para entender do que eu estou falando.

A Genética vem descobrindo e explicando complexos processos que ocorrem no genoma humano, e são notórias as constatações dos fenômenos que dão origem a teorias como a do “Design Inteligente”, do Dr. Stephen C. Meyer, baseadas em argumentos como a “Complexidade Irredutível” e o estudo do flagelo bacteriano e a ultrapassada “Predestinação Bioquímica”, do  Dr. Dean H. Kenion e Gary Steinman, que lamentavelmente são associados hoje ao criacionismo. Notórias por serem capazes de esboçar uma explicação para o, até então, inexplicável, e por isso ameaçar seriamente a base do pensamento acadêmico convencional, que aprendeu a ver Darwin como uma verdade inquestionável. Sim, eu sei, você deve estar se perguntando, “aonde ele quer chegar?” Humpf... meu caro amigo, eu vou lhe dizer aonde quero chegar! Eu quero chegar no momento de você notar que sua existência física, mental e emocional é inexplicável em nossa época. Eu quero chegar na percepção dos fatos de que, a realidade da sua existência é luz em movimento. Graças a capacidade dos fótons de gerar transformações nas suas células. A sua mãe, que tornou possível a vida que você leva neste planeta, só existe por que os fótons produziram reações químicas na matéria, até o momento em que alguma força inteligente tomou conhecimento disso e direcionou este processo até o surgimento do “Homo sapiens-sapiens”. Os fótons afetam suas células. Na sua pele eles favorecem a produção de vitamina D. Nas plantas eles auxiliam a transformação da água e do CO2 captados da atmosfera em alimento e oxigênio, vital para suas vidas e de outros seres. Na sua íris você vai ter que descobrir sozinho o que eles causam. Os fótons tornaram possível a vida na Terra, desde que ela surgiu por aqui.

No meu entender, a verdade é o Movimento. No meu entender a verdade é a Luz! A luz é a verdade da sua vida. Isso é fato que você não pode negar, não há ser humano racional que possa negar a verdade do efeito da luz na sua vida. A luz foi determinante para a “Vida” existir aqui na Terra. Mas então quem, ou “o quê” criou a luz? A “Lei do movimento”? E se for, de onde vem esta “Lei”? A luz que nós vemos todos os dias é produto da fusão nuclear que acontece no núcleo do Sol, ele converte Hidrogênio em Hélio liberando fótons neste processo, mas quem edita a Lei da fusão nuclear? Se você tem uma resposta eu “terei muito prazer em ouvi-la, em qualquer lugar!!”


Minha dica de leitura é “La Caste des Metabarons”, escrito pelo colombiano Alejandro Jodorowsky e desenhada pelo francês Moebius, minha dica de anime é “Elfen Lied”, escrito pelo mangaka Lynn Okamotode, que é tão violento quanto fantástico! E minha dica de documentário é “Nikola Tesla: Mad Eletricity”, do History Channel...”. Agora, amigos, caiam fora daqui! 



Compartilhar: