Crass: A banda punk que quase gerou uma crise internacional


Podemos mudar o mundo com as nossas próprias "armas"? Confira a história dos jovens punks ingleses que sacudiram o mundo com uma ideia sórdida e inusitada. 

Em 1983, na Grã-Bretanha, foram realizadas as eleições gerais em que Margaret Thatcher era a favorita para ser reeleita como primeira-ministra. No entanto, um curioso incidente por pouco não colocou em risco a sua campanha.

Na época, diversos jornais holandeses publicaram uma gravação, que haviam recebido anonimamente, em que Thatcher discutia com seu aliado, Ronald Reagan, então presidente dos EUA, sobre a Guerra nas Malvinas, vencida pelo Reino Unido contra a Argentina em 1982 (saiba os detalhes do conflito clicando no link).

Após o retumbante fracasso nas Malvinas, o regime militar enfraqueceu e foi substituído por um governo civil.

Nessa conversa, o presidente dos EUA pede a Thatcher que se "controle" e questiona a sua decisão de afundar o navio cruiser argentino General Belgrano, que custou a vida de mais de 300 soldados, mesmo sabendo que "os argentinos estavam em retirada". Depois de uma investigação mais detalhada, constatou-se que a gravação era falsa e tinha sido feita através do corte e montagem de fragmentos de entrevistas. A banda punk britânica Crass admitiu a autoria da gravação. O objetivo do grupo era atrapalhar a campanha de Thatcher.

Então, a paranoia tomou conta do governo e o serviço de inteligência britânico chegou a pensar em um momento que a Argentina ou a União Soviética poderiam estar por trás do incidente. "O Serviço Secreto está em dúvida se isso se trata de uma operação soviética. É possível que alguns dos serviços de inteligência argentinos estão por trás. Também poderia ser obra de grupos de esquerda no país", afirma o conselheiro britânico do Ministério de Relações Exteriores. Porém, no documento agora acessível (tornou-se público pois completou 30 anos), os serviços secretos admitem: "não temos nenhuma evidência ainda de quem é o responsável ."

Crass acabou influenciando inúmeras bandas punk na década de 80.

Um documento do governo britânico revela que a falsa gravação foi produzida através do recorte de algumas frases de Thatcher que teriam origem a partir das respostas dadas por ela durante uma entrevista no programa Panorama, da BBC, gravado em abril de 1982. É interessante analisar que esta não era uma tarefa tão simples para a época. Atualmente, podemos alterar a velocidade, o tom e a ambientação, por exemplo, de forma ágil, obtendo resultados bem convincentes. Porém, realizar essa tarefa com a tecnologia do início dos anos 80 e conseguir um resultado satisfatório a ponto de enganar os jornalistas não deve ter sido fácil. Sem dúvida, se trata de um feito memorável.

A banda Crass ganhou uma certa notoriedade com o incidente. O caso ficou conhecido como "Thatchergate". Até então, o grupo inglês, criado em 1977, havia se dedicado a promover o anarquismo através das suas canções e também através de grafites, ocupações e atos públicos. No entanto, após o "Thatchergate", a banda enfrentou uma série de batalhas judiciais por suposto "conteúdo obsceno" e acabou dissolvida em 1984. O grupo voltou um ano depois e continuou normalmente com as suas atividades. O último disco, "You'll Ruin It for Everyone", foi lançado em 1993.

No link abaixo, você pode conferir uma compilação com as demos lançadas entre 77 e 79.



Artigo elaborado com informações da BBC Mundo.



Compartilhar: